10 dicas para aproveitar melhor o Happy Holi Festival #FaçaDiferente

Olá turma, tudo bem?

O post de hoje é 10 dicas para aproveitar o Festival Happy Holi, que acontecerá aqui em São Paulo no dia 16 de outubro, na nova arena Anhembi.

Alguns meses atras, fiz um post sobre o pó colorido não tóxico para você utilizar como  composição para sua fotos. Post aqui.

Mas, vamos falar um pouco sobre o festival!

O Holi, é originalmente Indiano. A festa já é tradição nas terras de Mahatma Gandhi e acontece sempre na entrada da primavera, festejando assim a transição da fria estação, para a estação das flores. Mas, a comemoração não se restringe a isso, tem um sentido mais forte, que é a vitória do bem sobre o mal, representada pelas cores. É um dia de festejos, para celebrar a diversidade, seja ela cultural, sexual ou religiosa. #PeaceAndLove

peace

Pra colorir ainda mais nossas terras tupiniquins, já tão miscigenada, o Happy Holi tá passando pelas principais capitais e deixando todo mundo louco e #freebitch! Aqui em Sampa é sua 3 edição, a Extreme Edition. Muito diferente das anteriores, porque este ano teremos um parque de diversão #UHUL!

Pensando nisso, resolvi fazer este post, pra dar algumas dicas à quem quer aproveitar ao máximo a festa, assim como eu quero aproveitar e muito! Vamos lá? #GO!

Dica #1

Saia cedo de casa: Sair às pressas só vai te causar estresse. A festa começa cedo (às 14hrs) e termina cedo (22hrs), então pra aproveitar tudo que tem direito, se programe e já encontre os amigos na porta.

Dica #2

Vá de Transporte público: Eu poderia estar dizendo “vá de táxi”, mas a festa começa de dia e quanto mais carros nas ruas da cidade, mais engarrafamento, mais trânsito e mais estresse. Deixa o táxi apenas pra volta e gaste menos com locomoção.

Dica #3

Proteja sua pele: Gente, tem que passar protetor solar sim e se reclamar tem que passar duas vezes. Se você não quiser ruguinhas na sua pele antes do tempo, #FicaDica.

Dica #4

Não esqueça o óculos escuro! Além de dar aquele up! no estilo, considero o óculos escuro peça essencial pra festivais. Afinal, você vai passar a tarde inteira pulando e se divertindo embaixo de sol, então precisa proteger seus olhos dos raios UVs.

oculos

Dica #5

Beba bastante água durante a festa: Se hidratar é tipo, essencial, caso queira acordar com disposição nos dias seguintes. Se você pirar na cerveja e nos bons drink e esquecer da água, a ressaca de uma semana será certa kkkk!

Dica #6

Aproveite os espaços livres do festival: Gente, ficar todo mundo apertado e grudento de suor no mesmo metro quadrado o tempo todo não é legal. Aproveite o que há de espaço livre pra ficar com sua galera também. Afinal teremos um parque de diversão #UHUL!

Capa

Dica #7

Vá de branco! (e não é só pelo tema da festa): Além de já ser a proposta da festa, o tecido branco cai muito bem, pois reflete boa parte dos raios solares, transmitindo menos calor pro seu corpo.

Dica #8

Escolha seu tênis/bota/sapato mais confortável: Você não vai querer ficar com os pés cheios de calo e nem estar com eles acabados depois de uma hora de música eletrônica, né? Então, primeiro a confortabilidade e depois a estética na hora de escolher o pisante!

Dica #9

Opte por roupas leves e livres. Roupas apertadas ou cheias de detalhes podem te incomodar no decorrer da festa. Prefira t-shirts, regatas, bermudas mais folgadas. Peças que te deixem mais free!

Dica #10

Arrase no look! Uma dose de “com essa roupa eu me sinto bem e confortável” + uma pitada de bom senso, é a combinação perfeita pra chegar lá com estilo. Por isso, se liga nas dicas de look que eu separei pra vocês levarem como inspiração!

look feminino happy holi 2

look feminino happy holi
o2bque2busar2bno2bhappy2bholi2bmasculino

Quem curtiu o post, tem que compartilhar com os amigos nas redes sociais tá gente?!! rsrs

Qualquer dica a mais que queiram, só deixar nos comentários que respondo com o maior prazer. Muita música, muita cor e muita alegria pra todo mundo! #HaveFun!


FotoAngélica Lima
Publicitária, Blogueira e fotografa nas horas vagas. Movida por música boa no último volume, apaixonada por fotografia, séries e ama viajar e conhecer lugares novos para contar suas belas histórias.

faceinsta002_Fotor

Anúncios

Como fazer Pó Colorido Caseiro do Festival Holi

Olá pessoal, tudo bem?

Que legal essa dica que encontrei no youtube hoje!

Quer aprender a fazer aquele pó colorido pra usar nos ensaios fotográficos? E ainda não é tóxico.

Três ingredientes:

Maisena, água e corante.

Assista ao vídeo!

 

Então pessoal, Gostou da dica?

Me contém um pouco o que acharam?  e um a grande Bjus a todos.


FotoAngélica Lima
Publicitária, Blogueira e fotografa nas horas vagas. Movida por música boa no último volume, apaixonada por fotografia, séries e ama viajar e conhecer lugares novos para contar suas belas histórias.

faceinsta002_Fotor

 

Capela de São Benedito Sec. XVIII – Praia dos Carneiros #FaçaDiferente

Olá turma, tudo bem?

O post de hoje é sobre a Praia dos Carneiros, mais especificamente sobre a Capela de São Benedito onde tive a oportunidade de conhecer sua história.

É nela que vamos encontrar uma pequena e simpática igrejinha, construída em 1910, pintada de branco com detalhes na cor verde, que se destaca em meio ao imenso coqueiral da praia. A simplicidade de sua arquitetura, aliada à beleza do lugar, nunca permite que alguém vá embora sem levar pelo menos uma fotografia para recordação. Os troncos de coqueiro, em fileira, fincados nas areias em frente a igreja, servem de proteção contra a força da maré alta.

Localizada dentro do Sítio, a charmosa Capela de São Benedito, também conhecida como “Igrejinha dos Carneiros”, é uma das atrações-símbolo da Praia. A Capela de São Benedito secular permanece em plena atividade, realizando casamentos e batizados.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Assim que chegamos em Carneiros, fomos passear pela região de catamarã onde podemos observar a capela de longe (fiquei com vontade de conhecer ainda mais a capela).

Depois do almoço a vontade era tanta de conhecer a capela que resolvemos pega uma carroça, que custou R$40,00 em um percurso de 40 minutos ida e volta.

Mas porque não foi á pé?

Não tínhamos tempo de ir para a capela á pé, pois o ônibus da CVC tinha horário para voltar a Muro Alto e o percurso duraria mais ou menos 1 hora somente ida ou mais dependendo do seu caminhar.

Então pessoal, Gostou da dica? Aproveitem e se inspirem para conhecer o local nas férias, com certeza irão adorar a experiencia!!!

Me contém um pouco o que acharam?  e um a grande Bjus a todos.


FotoAngélica Lima
Publicitária, Blogueira e fotografa nas horas vagas. Movida por música boa no último volume, apaixonada por fotografia, séries e ama viajar e conhecer lugares novos para contar suas belas histórias.

faceinsta002_Fotor

Tour pela Cachaçaria Carvalheira – PE #FaçaDiferente

Olá turma, tudo bem?

O post de hoje é sobre a Cachaçaria Carvalheira onde, tive a oportunidade de conhecer sua história na minha ida a Recife. A empresa, existente há 21 anos, é exemplo de que investir em cachaça pode dar certo. Destaque na economia Pernambucana, a Carvalheira está presente não só em território nacional, como internacional – os países Alemanha, Portugal e França já são destinos certos da bebida.

20160808_103300

DSC00318

Em visita ao espaço, podemos conhecer um pouquinho da história da Carvalheira e do processo industrial – ou seja, de como a bebida é feita.

A Carvalheira começou a escrever sua história na produção de bebidas no Brasil em 1995, utilizando os barris de carvalho para envelhecimento de suas cachaças. Hoje, a empresa é referência na produção de bebidas da mais alta qualidade.

Pode-se dizer que a Carvalheira é uma predestinada a exercer sua especialidade. Sua origem remonta à Quinta da Carvalheira, em Portugal. Uma pequena propriedade repleta de carvalho, árvore que emprestou seu nome ao local e à família e cuja grande qualidade é servir de matéria-prima aos melhores barris para envelhecimento de bebidas.

Mais conhecida como disputado espaço de eventos na cidade do Recife, a sede da Cachaçaria Carvalheira, próxima à estação do metrô da Rua Antônio Falcão, no bairro da Imbiribeira, Zona Sul de Recife, abre suas portas, também, para visitação turística. Na programação de quem vem conhecer a rota Recife-Olinda vale uma parada nas instalações do Parque de Envelhecimento da Carvalheira, onde repousam barris e mais barris de cachaça, à espera de ser envasada, após cinco ou 12 anos de descanso. No tour, que pode ser feito em inglês e espanhol, os turistas não testemunham a fabricação da bebida, mas são apresentados ao seu processo de produção.

A origem do nome:

A Carvalheira é uma árvore originária da Península Ibérica, pertencente à família das Fagáceas, da qual se constroem os melhores barris e tonéis para o envelhecimento de destilados.

20160808_101345.jpg

Foi da Quinta da Carvalheira,  em Portugal, onde a alameda de carvalheiras era tão grande que se perdia de vista, que veio o Carvalheira do sobrenome de Eduardo Carvalheira, empresário da Cachaça Carvalheira.

A Quinta da Carvalheira era de propriedade da família de Frederico Pereira Pinto, português, bisavô de Eduardo Carvalheira, que veio para o Brasil ainda criança.  Aqui no Brasil, em Recife, estabeleceu–se com a família e em 1870 casou se com a senhora Anna Cândida Bandeira de Magalhães.

Da união entre Dona Candinha e o Sr. Frederico Pereira Pinto  nasceram nove filhos, através dos quais  o pai homenageou a antiga Quinta de sua família, oferecendo-lhes o sobrenome Carvalheira.

É a fotografia do Sr. Frederico Pereira Pinto e de Dona Anna Cândida Bandeira de Magalhães e seus nove herdeiros que estampa o rótulo das Cachaças Carvalheira  Premium. No contra-rótulo desses produtos, também pode-se apreciar a carta do pedido de casamento que o então pretendente  enviou aos pais de Dona Candinha, em 1870.

* Quinta é como é chamada, em Portugal, uma propriedade rural, normalmente com casa de habitação.

20160808_101556.jpg

Então pessoal, Gostou da dica?

Me contém um pouco o que acharam?  e um a grande Bjus a todos.


FotoAngélica Lima
Publicitária, Blogueira e fotografa nas horas vagas. Movida por música boa no último volume, apaixonada por fotografia, séries e ama viajar e conhecer lugares novos para contar suas belas histórias.

faceinsta002_Fotor

Minha viagem a Fortaleza – #3º Dia Praia Morro Branco

Olá turma, tudo bem?

Chegamos ao #3º Dia, a famosa praia do Morro Branco, afinal se você busca tranquilidade e belas paisagens, essa praia é uma ótima dica. Situada a apenas 91 km de Fortaleza, a Praia do Morro Branco se destaca pelos labirintos formados em meio a erosão das falésias e pelas belas dunas. O lugar também é famoso por proporcionar um belíssimo pôr do sol se visto do alto das formações rochosas.

8

Ali, do lado da feirinha, tem a casa em que foi gravada a novela Final Feliz (1992) pela Rede Globo. Hoje funciona uma lojinha de artesanato. É parada obrigatória para fotos.

14

Andando pelas ruas de Morro Branco, um clique na charmosa Igreja de São Pedro.

igraja

As falésias são formações geográficas que aparecem com o encontro abrupto das águas do mar com a terra. As ondas desgastam a costa e formam escarpas altas e verticais. A erosão constante ao longo de anos e anos formou em Beberibe um longo labirinto de sete quilômetros. O Labirinto das Falésias, é acessível a pé. A entrada, a partir da vila, é sinalizada. A caminhada por entre os paredões coloridos é curta e pode ser feita sem guia, mas vale a pena contratar um monitor local para ouvir algumas histórias da região e vê-lo formar a aquarela de cores com as areias coletadas de onde não se imagina. A saída do labirinto é no mar, nas barracas que vendem souvenires.

15

16

A maior rapadura do mundo, produzida em um engenho em Pindoretama, na Região Metropolitana de Fortaleza, foi exposta na Feira de Doces, evento tradicional na cidade. A rapadura atrai turistas, inclusive de outros estados, que tiram fotos ao lado da rapadura gigante.

rapa

ra

Segue o vídeo do #momentoSnap

 

Então pessoal, Gostou da dica?

Me contém um pouco o que acharam? se já foram, se tem vontade de conhecer? e um a grande Bjus a todos.


FotoAngélica Lima
Publicitária, Blogueira e fotografa nas horas vagas. Movida por música boa no último volume, apaixonada por fotografia, séries e ama viajar e conhecer lugares novos para contar suas belas histórias.

faceinsta002_Fotor

Retrospectiva de Aniversário – Maria Alice

Olá pessoal, tudo bem?

No Domingo passado, comemoramos 1 aninho da minha prima Maria Alice, onde tive o prazer de fazer o convite e o vídeo de retrospectiva infantil. Confesso que nunca tinha editado um vídeo e precisei pesquisar um pouco sobre:

O que é retrospectiva infantil?

É quase como retroceder, ou seja, relembrar algo que aconteceu no passa de forma resumida.

E um dos principais itens que marcou a festa da Maria Alice foi com certeza o momento da retrospectiva. A família toda reunida, um vídeo maravilhoso na TV que emocionou a todos os convidados.

Ficou simplesmente LINDOOOOO!!! Querem ver como ficou??

Obs: Tive que mudar a música original por causa dos direitos autorais

Obs: Tive que mudar a música original por causa dos direitos autorais 

Já o convite foi a parte mais fácil, afinal gosto muito de trabalhar com programar de edição de imagem.

DSC00111

Também fiz as plaquinhas divertidas que vc pode conferir aqui nesse post: Plaquinhas da galinha divertida.

Palavras são poucas para descrever tudo que vivenciamos ao longo dessa festinha que foi muito abençoada e o sucesso que foi antes do parabéns ao assistirmos a retrospectiva animada, deu todo um charme e emoção ao momento.

A festa foi um sucesso todo e digo mais, uma retrospectiva dá sim um charme especial a ocasião.

E aí, gostaram da retrospectiva da Maria Alice? Eu ameeeeei.

Um super beijo,
Angel


 

FotoAngélica Lima
Publicitária, Blogueira e fotografa nas horas vagas. Movida por música boa no último volume, apaixonada por fotografia, séries e ama viajar e conhecer lugares novos para contar suas belas histórias.

faceinsta002_Fotor

O que estou assistindo no Netflix?

Olá Pessoal, tudo bem?

A dica de hoje é que comecei a assistir várias séries no Netflix que sempre ouvi falar mas nunca tive tempo de acompanhar. Além disso, não podemos esquecer daquelas que são produções inéditas, né? Só por elas já vale a pena pagar o serviço!

Como não há nada melhor que passar dias chuvosos ou frio, acompanhado de uma boa série, resolvi indicar aquelas que estou viciada. A maioria já são velhas conhecidas, mas só fui assistir há pouco tempo. Então, se você ainda não deu uma chance a elas, essa é sua oportunidade, viu?

Então, vamos conhecer a lista 😉

thumb_2107_serieslider_1600

Temporadas no Netflix / lançadas: 6/9

Já assisti até: 3º ep da 3ª temporada

Sinopse: Heartland é um drama familiar que segue as irmãs Amy e Lou Fleming e seu avô Jack Bartlett com os altos e baixos da vida em um rancho de cavalos. A mãe de Lou e Amy foi morta em um acidente de carro, em que sua filha mais nova, Amy, também estava. Amy e Lou tentam continuar a manter o sonho de sua mãe vivo, curar cavalos com problemas de adestramento.

Amy Fleming tinha quinze anos quando sua mãe morreu num acidente de carro em que ela também estava. Por causa do acidente Amy estava no hospital e não pôde assistir ao funeral de sua mãe. Amy acaba herdando a capacidade de sua mãe de curar cavalos e quando chega em casa decide continuar o trabalho de cura de sua mãe a cavalos abusados ou feridos, incluindo Spartan, o cavalo para quem sua mãe lhe deu a vida. Amy também tem de lidar com o retorno de sua irmã mais velha, Lou, que esteve em Nova York por quatro anos. Ty Borden foi abusado quando criança pelo padrasto Wade. A vingança depois que ele foi preso e enviado para prisão juvenil. Para obter sua liberdade condicional foi enviado para trabalhar no rancho Heartland. Ty ajudou Amy a lidar com a morte de sua mãe e ela o ajudou a aprender a confiar novamente. Eles se tornam melhores amigos e depois acabam se apaixonando. A série é vagamente baseada nos livros de Lauren Brooke.

pretty-little-liars1

Temporadas no Netflix / lançadas: 5/7

Já assisti até: 4ª temporada completa e louca para ver a 5ª temporada

Sinopse: Rosewood é uma pequena, tranquila e bela cidade na Pensilvânia. De tão tranquila e intocada, nunca se adivinharia que detém tantos segredos. Há um ano, a popular Alison DiLaurentis desapareceu, deixando todos acreditarem que fora vítima de um assassinato. Depois desse grande fato na cidade, a amizade entre suas quatro inseparáveis amigas nunca mais foi a mesma. De forma trágica, o destino une Aria, Emily, Hanna e Spencer novamente. Mas o caos se instala na vida das quatro garotas quando elas começam a receber mensagens de texto de alguém que se auto intitula “A”, ameaçando revelar segredos que só Alison poderia saber.

the-ranch

Temporadas no Netflix / lançadas: 1/1

Já assisti até: 1ª temporada completa

Sinopse: Com um rancho no Colorado como cenário, a nova comédia da Netflix é estrelada por Ashton Kutcher, Danny Masterson, Sam Elliott e Debra Winger. A série mostra o retorno de Colt (Kutcher) para sua casa – depois de uma breve e fracassada carreira como jogador semi-profissional de futebol americano – para tomar conta dos negócios da família no rancho com seu irmão mais velho, Jameson “Rooster” (Masterson) e seu pai Beau (Elliott), que ele não vê há 15 anos. Winger é Maggie, mãe de Colt e Rooster e proprietária do bar local.

maxresdefault

Temporadas no Netflix / lançadas: 1/1

Já assisti até: 1ª temporada completa

Sinopse: Clary Fray acaba de se matricular na Academia de Arte do Brooklyn. Em seu aniversário de 18 anos, ela descobre que é uma shadowhunters, um ser humano meio anjo, que tem como tarefa proteger os mundanos ( humanos ) dos demônios. Naquela noite, a mãe de Clary, Jocelyn Fray, é raptada por Valentine, um antigo Caçador de Sombras desonesto, que criou seu próprio “Círculo”.

Com sua mãe ausente, Clary foi atrás do Luke, o namorado de Jocelyn, e a única pessoa na qual ela confiava, mas acaba acreditando que foi traída. A ruiva se une a um grupo de shadowhunters com o fim de salvar sua mãe e pouco a pouco descobre poderes que ela nunca soube que possuía. A mesma é lançada no mundo de caça aos demônios acompanhada do seu melhor amigo, Simon Lewis, e do misterioso Caçador de Sombras Jace, que é acompanhado por seus irmãos adotivos, Isabelle e Alexander Lightwood. Agora vivendo entre fadas, feiticeiros, vampiros e lobisomens, Clary começa uma jornada de autodescoberta, enquanto aprende mais sobre seu passado e sobre os shadowhunters.

orange-is-the-new-black-poster

Temporadas no Netflix / lançadas: 3/3

Já assisti até: 2ª temporada completa

Sinopse: Piper Chapman é uma mulher na casa dos 30 anos que é sentenciada a 15 meses de prisão por um crime que cometeu há quase dez anos. Ela transportou dinheiro para sua namorada que era uma traficante internacional.

Os personagens são muito icônicos e é impossível não rir com eles. É uma série para você assistir naqueles momentos que precisa relaxar e dar algumas risadas. O mais interessante é que Orange tinha tudo para ser pesada, já que se passa em uma cadeia feminina, mas consegue abordar temas mais complexos com uma suavidade inexplicável.

Agora, quero saber: quais séries vocês mais curtem? Comentem aí! E deixem muitas, muitas, muitas sugestões porque estou super afim de conhecer novas histórias.


FotoAngélica Lima
Publicitária, Blogueira e fotografa nas horas vagas. Movida por música boa no último volume, apaixonada por fotografia, séries e ama viajar e conhecer lugares novos para contar suas belas histórias.

faceinsta