10 dicas para aproveitar melhor o Happy Holi Festival #FaçaDiferente

Olá turma, tudo bem?

O post de hoje é 10 dicas para aproveitar o Festival Happy Holi, que acontecerá aqui em São Paulo no dia 16 de outubro, na nova arena Anhembi.

Alguns meses atras, fiz um post sobre o pó colorido não tóxico para você utilizar como  composição para sua fotos. Post aqui.

Mas, vamos falar um pouco sobre o festival!

O Holi, é originalmente Indiano. A festa já é tradição nas terras de Mahatma Gandhi e acontece sempre na entrada da primavera, festejando assim a transição da fria estação, para a estação das flores. Mas, a comemoração não se restringe a isso, tem um sentido mais forte, que é a vitória do bem sobre o mal, representada pelas cores. É um dia de festejos, para celebrar a diversidade, seja ela cultural, sexual ou religiosa. #PeaceAndLove

peace

Pra colorir ainda mais nossas terras tupiniquins, já tão miscigenada, o Happy Holi tá passando pelas principais capitais e deixando todo mundo louco e #freebitch! Aqui em Sampa é sua 3 edição, a Extreme Edition. Muito diferente das anteriores, porque este ano teremos um parque de diversão #UHUL!

Pensando nisso, resolvi fazer este post, pra dar algumas dicas à quem quer aproveitar ao máximo a festa, assim como eu quero aproveitar e muito! Vamos lá? #GO!

Dica #1

Saia cedo de casa: Sair às pressas só vai te causar estresse. A festa começa cedo (às 14hrs) e termina cedo (22hrs), então pra aproveitar tudo que tem direito, se programe e já encontre os amigos na porta.

Dica #2

Vá de Transporte público: Eu poderia estar dizendo “vá de táxi”, mas a festa começa de dia e quanto mais carros nas ruas da cidade, mais engarrafamento, mais trânsito e mais estresse. Deixa o táxi apenas pra volta e gaste menos com locomoção.

Dica #3

Proteja sua pele: Gente, tem que passar protetor solar sim e se reclamar tem que passar duas vezes. Se você não quiser ruguinhas na sua pele antes do tempo, #FicaDica.

Dica #4

Não esqueça o óculos escuro! Além de dar aquele up! no estilo, considero o óculos escuro peça essencial pra festivais. Afinal, você vai passar a tarde inteira pulando e se divertindo embaixo de sol, então precisa proteger seus olhos dos raios UVs.

oculos

Dica #5

Beba bastante água durante a festa: Se hidratar é tipo, essencial, caso queira acordar com disposição nos dias seguintes. Se você pirar na cerveja e nos bons drink e esquecer da água, a ressaca de uma semana será certa kkkk!

Dica #6

Aproveite os espaços livres do festival: Gente, ficar todo mundo apertado e grudento de suor no mesmo metro quadrado o tempo todo não é legal. Aproveite o que há de espaço livre pra ficar com sua galera também. Afinal teremos um parque de diversão #UHUL!

Capa

Dica #7

Vá de branco! (e não é só pelo tema da festa): Além de já ser a proposta da festa, o tecido branco cai muito bem, pois reflete boa parte dos raios solares, transmitindo menos calor pro seu corpo.

Dica #8

Escolha seu tênis/bota/sapato mais confortável: Você não vai querer ficar com os pés cheios de calo e nem estar com eles acabados depois de uma hora de música eletrônica, né? Então, primeiro a confortabilidade e depois a estética na hora de escolher o pisante!

Dica #9

Opte por roupas leves e livres. Roupas apertadas ou cheias de detalhes podem te incomodar no decorrer da festa. Prefira t-shirts, regatas, bermudas mais folgadas. Peças que te deixem mais free!

Dica #10

Arrase no look! Uma dose de “com essa roupa eu me sinto bem e confortável” + uma pitada de bom senso, é a combinação perfeita pra chegar lá com estilo. Por isso, se liga nas dicas de look que eu separei pra vocês levarem como inspiração!

look feminino happy holi 2

look feminino happy holi
o2bque2busar2bno2bhappy2bholi2bmasculino

Quem curtiu o post, tem que compartilhar com os amigos nas redes sociais tá gente?!! rsrs

Qualquer dica a mais que queiram, só deixar nos comentários que respondo com o maior prazer. Muita música, muita cor e muita alegria pra todo mundo! #HaveFun!


FotoAngélica Lima
Publicitária, Blogueira e fotografa nas horas vagas. Movida por música boa no último volume, apaixonada por fotografia, séries e ama viajar e conhecer lugares novos para contar suas belas histórias.

faceinsta002_Fotor

Anúncios

Como fazer Pó Colorido Caseiro do Festival Holi

Olá pessoal, tudo bem?

Que legal essa dica que encontrei no youtube hoje!

Quer aprender a fazer aquele pó colorido pra usar nos ensaios fotográficos? E ainda não é tóxico.

Três ingredientes:

Maisena, água e corante.

Assista ao vídeo!

 

Então pessoal, Gostou da dica?

Me contém um pouco o que acharam?  e um a grande Bjus a todos.


FotoAngélica Lima
Publicitária, Blogueira e fotografa nas horas vagas. Movida por música boa no último volume, apaixonada por fotografia, séries e ama viajar e conhecer lugares novos para contar suas belas histórias.

faceinsta002_Fotor

 

Capela de São Benedito Sec. XVIII – Praia dos Carneiros #FaçaDiferente

Olá turma, tudo bem?

O post de hoje é sobre a Praia dos Carneiros, mais especificamente sobre a Capela de São Benedito onde tive a oportunidade de conhecer sua história.

É nela que vamos encontrar uma pequena e simpática igrejinha, construída em 1910, pintada de branco com detalhes na cor verde, que se destaca em meio ao imenso coqueiral da praia. A simplicidade de sua arquitetura, aliada à beleza do lugar, nunca permite que alguém vá embora sem levar pelo menos uma fotografia para recordação. Os troncos de coqueiro, em fileira, fincados nas areias em frente a igreja, servem de proteção contra a força da maré alta.

Localizada dentro do Sítio, a charmosa Capela de São Benedito, também conhecida como “Igrejinha dos Carneiros”, é uma das atrações-símbolo da Praia. A Capela de São Benedito secular permanece em plena atividade, realizando casamentos e batizados.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Assim que chegamos em Carneiros, fomos passear pela região de catamarã onde podemos observar a capela de longe (fiquei com vontade de conhecer ainda mais a capela).

Depois do almoço a vontade era tanta de conhecer a capela que resolvemos pega uma carroça, que custou R$40,00 em um percurso de 40 minutos ida e volta.

Mas porque não foi á pé?

Não tínhamos tempo de ir para a capela á pé, pois o ônibus da CVC tinha horário para voltar a Muro Alto e o percurso duraria mais ou menos 1 hora somente ida ou mais dependendo do seu caminhar.

Então pessoal, Gostou da dica? Aproveitem e se inspirem para conhecer o local nas férias, com certeza irão adorar a experiencia!!!

Me contém um pouco o que acharam?  e um a grande Bjus a todos.


FotoAngélica Lima
Publicitária, Blogueira e fotografa nas horas vagas. Movida por música boa no último volume, apaixonada por fotografia, séries e ama viajar e conhecer lugares novos para contar suas belas histórias.

faceinsta002_Fotor

Tour pela Cachaçaria Carvalheira – PE #FaçaDiferente

Olá turma, tudo bem?

O post de hoje é sobre a Cachaçaria Carvalheira onde, tive a oportunidade de conhecer sua história na minha ida a Recife. A empresa, existente há 21 anos, é exemplo de que investir em cachaça pode dar certo. Destaque na economia Pernambucana, a Carvalheira está presente não só em território nacional, como internacional – os países Alemanha, Portugal e França já são destinos certos da bebida.

20160808_103300

DSC00318

Em visita ao espaço, podemos conhecer um pouquinho da história da Carvalheira e do processo industrial – ou seja, de como a bebida é feita.

A Carvalheira começou a escrever sua história na produção de bebidas no Brasil em 1995, utilizando os barris de carvalho para envelhecimento de suas cachaças. Hoje, a empresa é referência na produção de bebidas da mais alta qualidade.

Pode-se dizer que a Carvalheira é uma predestinada a exercer sua especialidade. Sua origem remonta à Quinta da Carvalheira, em Portugal. Uma pequena propriedade repleta de carvalho, árvore que emprestou seu nome ao local e à família e cuja grande qualidade é servir de matéria-prima aos melhores barris para envelhecimento de bebidas.

Mais conhecida como disputado espaço de eventos na cidade do Recife, a sede da Cachaçaria Carvalheira, próxima à estação do metrô da Rua Antônio Falcão, no bairro da Imbiribeira, Zona Sul de Recife, abre suas portas, também, para visitação turística. Na programação de quem vem conhecer a rota Recife-Olinda vale uma parada nas instalações do Parque de Envelhecimento da Carvalheira, onde repousam barris e mais barris de cachaça, à espera de ser envasada, após cinco ou 12 anos de descanso. No tour, que pode ser feito em inglês e espanhol, os turistas não testemunham a fabricação da bebida, mas são apresentados ao seu processo de produção.

A origem do nome:

A Carvalheira é uma árvore originária da Península Ibérica, pertencente à família das Fagáceas, da qual se constroem os melhores barris e tonéis para o envelhecimento de destilados.

20160808_101345.jpg

Foi da Quinta da Carvalheira,  em Portugal, onde a alameda de carvalheiras era tão grande que se perdia de vista, que veio o Carvalheira do sobrenome de Eduardo Carvalheira, empresário da Cachaça Carvalheira.

A Quinta da Carvalheira era de propriedade da família de Frederico Pereira Pinto, português, bisavô de Eduardo Carvalheira, que veio para o Brasil ainda criança.  Aqui no Brasil, em Recife, estabeleceu–se com a família e em 1870 casou se com a senhora Anna Cândida Bandeira de Magalhães.

Da união entre Dona Candinha e o Sr. Frederico Pereira Pinto  nasceram nove filhos, através dos quais  o pai homenageou a antiga Quinta de sua família, oferecendo-lhes o sobrenome Carvalheira.

É a fotografia do Sr. Frederico Pereira Pinto e de Dona Anna Cândida Bandeira de Magalhães e seus nove herdeiros que estampa o rótulo das Cachaças Carvalheira  Premium. No contra-rótulo desses produtos, também pode-se apreciar a carta do pedido de casamento que o então pretendente  enviou aos pais de Dona Candinha, em 1870.

* Quinta é como é chamada, em Portugal, uma propriedade rural, normalmente com casa de habitação.

20160808_101556.jpg

Então pessoal, Gostou da dica?

Me contém um pouco o que acharam?  e um a grande Bjus a todos.


FotoAngélica Lima
Publicitária, Blogueira e fotografa nas horas vagas. Movida por música boa no último volume, apaixonada por fotografia, séries e ama viajar e conhecer lugares novos para contar suas belas histórias.

faceinsta002_Fotor

Look do dia – Tal Mãe e Tal Filha #FaçaDiferente

Hello mamães de plantão, tudo bem?

Este post é dedicado a vocês que gostam de combinar look com o de  suas filhas. Eu, particularmente, acho lindo *-*

No entanto, minha mãe e eu, adoramos fazer essa combinação que se tornou uma tradição (brincadeira de mãe e filha). Tem cada foto de infância com combinação tal mãe e tal filha.

Macacão é do Empório Alex

Óculos Ray – Ban

Batom Vult Matte Stcr / Cor 10

Top Strip – Renner

Coturno  Dakota / Post aqui 

Preparei uma seleção especial de fotos

DSC00991

DSC00962

DSC00983

DSC00981

DSC00974

DSC00968

DSC00970

DSC00967

DSC00975

DSC00978

DSC00990

DSC00987

DSC00996

DSC00998

Então pessoal, Gostou da dica? Aproveitem e se inspirem para usarem, com certeza irão fazer muito sucesso!!

Me contém um pouco o que acharam?  e um a grande Bjus a todos.


FotoAngélica Lima
Publicitária, Blogueira e fotografa nas horas vagas. Movida por música boa no último volume, apaixonada por fotografia, séries e ama viajar e conhecer lugares novos para contar suas belas histórias.

faceinsta002_Fotor

DIY: Fotos estilo Polaroid e Strips

Olá Turma, tudo bem?

A dica de hoje é bem simples, pois você com certeza já deve ter ouvido falar da câmera Polaroid e Strips (tirinhas), aquelas que na mesma hora que você bate a foto ela já sai revelada com efeito super antigo empoeirado e tal.

Mas chega de mistério, né? Fiz três arquivo no InDesign onde, terá que fazer o Downlond aqui. Também precisa ter instalado o software InDesign no seu computador. Assim que você fizer o download do programa, você vai instalar normalmente conforme as instruções do software.

Depois de ter instalado, é só usar sua criatividade para criar as fotos ao estilo polaroid ou tirinhas, assim:

arquivo_A4

arquivo_Polaroid

arquivo_Tirinha

Depois é só imprimir em casa com papel especial ou levar em algum lugar para revelar (adoro falar revelar fotos, acho vintage, acho old school), que foi exatamente o que eu fiz. Uma dica é pedir para a impressão ser em papel fosco, já que o efeito vai ficar mais bonito e mais próximo ao da Polaroid real e as famosas fotos em tirinhas. As minhas, logo depois de impressas, ficaram assim:

Foto Strips: Downlond Aqui 

Foto Strips A4: Downlond Aqui 

Strisp A4

Foto Polaroid: Downlond Aqui 
Se ainda restou alguma dúvida é só deixar nos comentários.
P.S. É super fácil de usar o InDesign, se tiverem dúvidas ou querem que eu faça um post explicado como usar o software é só deixar nos comentários.
Oi, voltei para deixar uma nova dica. Tem vários programas On-line que pode usar para fazer sua fotos, um deles é o programa Polaroin. Então, para quem tiver dificuldades com o InDesign, fica a dica 🙂

Espero que tenham gostado 🙂
xoxo

 


FotoAngélica Lima
Publicitária, Blogueira e fotografa nas horas vagas. Movida por música boa no último volume, apaixonada por fotografia, séries e ama viajar e conhecer lugares novos para contar suas belas histórias.

faceinsta002_Fotor